Quebrantos e mau-olhados

Conversei com um amigo da roça que está passando por dificuldades pessoais. Ele me contou um pouco das suas agruras e garantiu de pés juntos que está também com mau-olhado ou quebranto. 

Fiquei preocupado com ele, mas como sou cético em relação a essas crenças, disse-lhe que era para se esquecer dessas coisas, erguer a cabeça e seguir adiante. 

Então ele falou que não dá para esquecer, pois muitos de nós somos vítimas do mau-olhado e nesses casos é preciso enfrentá-lo. Segundo ele, há pessoas que invejam as nossas realizações e conquistas, e esse era o problema dele.

Eu observei que não acredito nessas coisas, mas diante da seriedade do rapaz, disse a ele para se cuidar e se benzer em algum lugar. 

Foi então que me mostrou uma pequena figa. Disse-me que estava andando com ela, pois afasta o invejoso, afugenta o quebranto e as doenças. Além disso espalhou sal grosso nos cantos da casa. 

Ainda incrédulo eu disse a ele: “se é assim, está bem…”. Depois pensei comigo mesmo: “se não dá para acreditar, também não precisamos desacreditar, não é? Vai saber…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *