Política brasileira

Estou trabalhando e convivendo com colegas de vários países da América Latina e está difícil explicar o que está acontecendo com a política brasileira.

Muitas são as observações e perguntas: “como o país chegou nesta situação de extremos?”; “a democracia brasileira estava indo bem…”; “eleger candidatos autoritários é um risco, pois é difícil controlá-los depois”, e por aí vai.

Desanimado com os extremos que vivenciamos no Brasil, sempre faço algumas considerações sobre o nosso contexto político. Falo da polarização, do sentimento antipetista, do desencanto com a política tradicional, das manipulações através do Whatsapp, da violência política, das fábricas de mentiras e desinformações, etc, etc.

Outro dia, num evento internacional, um peruano me disse que em momentos de graves crises os países da América Latina gostam de “salvadores da pátria”. Em seguinda, ele concluiu com o provérbio inglês “não há nada tão ruim que não possa piorar”.

Conclui a conversa com ele citando uma frase de José Simão: “e isto porque Deus é brasileiro; imagine se não fosse!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *