Perdemos Clovis Rossi


Quando o assunto é morte perdemos um pouco o brilho no olhar. 

Muito triste a morte de Clóvis Rossi, 76 anos, um dos maiores jornalistas do Brasil e decano da Folha de S. Paulo.

Há mais de 30 anos sou assinante da Folha e gostava das suas reportagens e análises inteligentes, com doses de ironia, mas com bom senso e equilíbrio. 

Era um gigante do jornalismo, sobretudo nas grandes questões internacionais; um profissional ético e preocupado com um Brasil melhor. Sempre foi uma pedra no sapato de políticos populistas. 

Morreu num momento em que o Brasil precisava de jornalistas como ele.

Que descanse em paz e continue a inspirar as novas gerações para o bom jornalismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *