Mini-crônica de um momento de ternura

Estava no supermercado, com vários produtos para passar na fila do caixa e, de repente, chegou uma moça com apenas um volume nas mãos.

Olhei para ela e lhe disse para passar na minha frente, mas ela continuou imóvel. Gesticulei, falei novamente, e aí ela entendeu e passou na minha frente. 

Em seguida deu um pequeno grito. Foi quando percebi que ela era muda. 

Com dinheiro na mão, e com gestos, ela pagou a sua conta, olhou para mim e sorriu. Na sequência, com um misto de vergonha e coragem, ela veio até a mim e me deu um leve abraço de agradecimento; depois foi-se embora. 

Não sei por qual razão, mas fiquei sensibilizado com aquele abraço da moça. Foi um pequeno gesto, mas um grande momento de ternura! 

O mundo precisa de mais ternura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *