Dia de Santo Antonio

Uma amiga me lembrou que hoje é dia de Santo Antonio, segundo ela, “um arquétipo do homem de coragem e fé”.

Ando pouco católico, mas sempre gostei de Santo Antonio, por conta do meu nome. E também porque ele é reconhecido como um santo culto, virtuoso em generosidade, fraternidade, e é protetor de todos aqueles que o procuram.

Por conta de tantas virtudes, nunca entendi muito as razões dele ser tão maltratado.

Pela fama de casamenteiro, lá na roça, desde sempre, acompanhei o seu martírio. Tem os pedidos simples, com velas e orações; mas tem as simpatias que torturam o santo, como enterrá-lo de cabeça para baixo atrás da bananeira; retirar o Menino Jesus da imagem e prometer ao pobre santo que somente o devolverá quando a pessoa encontrar um par, entre tantas outras. 

Soube até de um caso em que uma imagem do santo foi subtraída de uma capela e a pessoa deixou uma calcinha em seu lugar, na esperança de arrumar a alma gêmea.

Não sei, mas penso que ele atende melhor as simpatias ou orações menos radicais, como aquela em que a pessoa pega duas agulhas iguais, coloca num prato fundo com água e açúcar. Se no dia segunte as agulhas estiverem juntas, pode se preparar que o casamento é certo.

Sei lá… De qualquer forma, nesta data o meu pedido é que Santo Antonio proteja todo mundo, principalmente as crianças; que ajude aqueles que ainda não têm, a ter um grande amor; que proteja os casais, os namorados e todos os amantes deste mundão. Viva Santo Antonio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *