Aprender e praticar a democracia desde a primeira infância

Este é o primeiro texto sobre democracia deste espaço. Sempre que for possível vou escrever sobre sobre o tema, sem uma ordem sequencial.

*************

Fui convidado a colaborar com o livro “Primeira Infância no Sistema de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes”, recentemente lançado pelo instituto Alana, e escrevi o capítulo chamado “A Gestão Participativa na Educação Infantil”.

Por que escrevi sobre a necessidade de participação democrática desde pequeno, lá na Educação Infantil? 

1 – Não somente porque é previsto em lei, mas porque democracia pressupõe o diálogo, a escuta e a participação, e estes valores precisam ser praticados desde o nascimento da criança, na família, na escola e na comunidade.

2 – Porque ambientes democráticos melhoram a qualidade do ensino e permitem grandes aprendizados dos valores da democracia, como o diálogo, a interatividade, a escuta, a paciência, a alteridade, a fraternidade, a liberdade, a tolerância, a igualdade de direitos, a prevalência da vontade da maioria, a participação, entre tantos outros. 

3 – Porque a experiência democrática é um constante aprendizado que aos  poucos vai se incorporando à prática escolar através da realização de assembleias, de rodas de conversa, da escolha de representantes, da formação de protagonistas, do aprendizado sobre legitimidade, democracia e a importância da mobilização social. Diálogo se aprende dialogando. 

4 – Porque democracia é prática e não discurso. Por isso é preciso fornecer os espaços participativos, os meios de comunicação, facilitar boas ambiências para o diálogo, criar rotinas de respeito a todos e construir projetos que sejam político-pedagógicos participativos.

5 – Porque quem aprende os valores da democracia será um cidadão melhor, mais altruísta e mais preocupado com os valores da sociedade; será um ser humano melhor, pois aprenderá a ouvir, a aceitar a opinião dos demais, a respeitar os seus familiares, cônjuge, filhos, amigos, e pessoas em geral.

Para os que tiverem interesse em conhecer um pouco mais sobre o diálogo, a participação e a escuta de crianças, abaixo segue o link do livro, cujo texto está a partir da página 145.

https://prioridadeabsoluta.org.br/wp-content/uploads/2019/06/primeira_infancia_no_sistema_de_garantia_de_direitos_de_criancas_adolescentes.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *